Ouça Esta Letra - No – Shakira

quarta-feira, dezembro 15, 2010 Marcos H. de Oliveira 3 Comments

O sucesso realmente pode ser uma deusa carismática e manipuladora. Ela sempre exige devoção total em troca de seu brilho peculiar, transformando pessoas diferentes em ícones de diversos gêneros. Porém, no caso de Shakira, existe o verdadeiro talento que não pode ser apagado por uma indústria dedicada ao embotamento da inteligência por meio de luzes, dançarinos e vestidos feitos de carne. Shakira não é Lady nem Madonna, é algo mais.

Shakira em árabe significa graciosa e deusa da luz. Talvez por isso eu goste mais da sua fase de cabelos  negros e violão, sem tantos requebros de dança do ventre. A música “NO” (do cd Fijación oral vol. 1 – 2005) é um belo exemplo, em uma letra que descreve o relacionamento com uma pessoa mais velha, porém imatura. Músicas com temática romântica tendem a cair na vitimização, no mimimi de “por que você me deixou?”, este tipo de ostracismo. Shakira inverte a imagem de mulher usada aos 26 anos para alguém que, mesmo sofrendo, escolhe seu destino. Não se poderia esperar menos de uma mulher tão bonita e inteligente, uma deusa. Ilumine-se.



No (Não)

No, no intentes disculparte
Não, não tente se desculpar
No juegues a insistir
Não volte a insistir
Las excusas ya existían antes de ti
Os pretextos já existiam antes de você

No, no me mires como antes
Não, não me olhe como antes
No hables en plural
Não fale no plural
La retórica es tu arma más letal
A retórica é sua arma mais letal

Voy a pedirte que no vuelvas más
Vou te pedir que não volte mais
Siento que me duelas todavia aqui
Sinto que você ainda me machuca aqui
Adentro
Por dentro

Y que a tu edad sepas bién lo que es
E que na sua idade já saiba bem o que é
Romperle el corazón a alguién así
Partir o coração de alguém assim

No se puede vivir con tanto veneno
Não se pode viver com tanto veneno
La esperanza que me da tu amor
A esperança que me dá o seu amor
No me la dió más nadie
Ninguém mais deu
Te juro, no miento
Te juro, não minto
No se puede vivir con tanto veneno
Não se pode viver com tanto veneno
No se puede dedicar el alma
Não se pode dedicar a alma
A acumular intentos
A acumular tentativas
Pesa más la rabia que el cemento
Pesa mais a raiva que o cimento

Espero que no esperes que te espere
Espero que não espere que eu te espere
Después de mis 26
Depois dos meus 26
La paciencia se me ha ido hasta los pies
A paciência já me caiu ao chão
Y voy deshojando margaritas
E vou desfolhando margaridas
Y mirando sin mirar
E olhando sem olhar
Para ver si así te irritas y te vas
Para ver se assim você se irrita e se vai

Voy a pedirte que no vuelvas más
Vou te pedir que não volte mais
Siento que me duelas todavia aquí
Sinto que você duela comigo ainda aqui
Adentro
Por dentro
Y que a tu edad sepas bién lo que es
E que na sua idade já saiba bem o que é
Romperle el corazón a alguién así
Partir o coração de alguém assim

No se puede vivir con tanto veneno
Não se pode viver com tanto veneno
La esperanza que me dió tu amor
A esperança que me deu seu amor

No me la dió más nadie
Ninguém mais deu
Te juro, no miento
Te juro, não minto
No se puede morir con tanto veneno
Não se pode morrer com tanto veneno
No se puede dedicar el alma
Não se pode dedicar a alma
A acumular intentos
A acumular tentativas
Pesa más la rabia que el cemento
Pesa mais a raiva que o cimento

No se puede vivir con tanto veneno
Não se pode viver com tanto veneno
No se puede vivir con tanto veneno
Não se pode viver com tanto veneno

3 comentários:

bela cançao!

Nao conhecia a musica e gostei bastante.
Valeu a pena passar aqui =)

(ignore a falta de acentos, meu teclado esta desregulado! Hehe)

Abraco, Marcos.

Valeu, Marcelo. A filosofia do AGE é esta mesmo: mostrar assuntos sob outro ângulo para gerar novidades. Continue com a gente!