Geração "Y"ncógnita - Autor do livro "Geração Y" conversa sobre a nova juventude mundial.

segunda-feira, outubro 10, 2011 Marcos H. de Oliveira 0 Comments


Consultor, Autor e Palestrante, Sidnei Oliveira fala confortavelmente sobre um assunto que muita gente ainda não entende. Atual expert em Conflitos de Gerações, Geração Y e Z, desenvolvimento de Jovens Talentos e Redes Sociais, Sidnei tem ajudado empresários, professores, famílias e a própria juventude moderna a se situar em um mundo repleto de transformações rápidas e desafiadoras (veja no link em anexo, a biografia completa).

O AGE conseguiu um espaço na apertada agenda deste profissional para trazer aos nossos leitores um painel sobre a juventude de hoje e os adultos do amanhã. Boa leitura!

AGE: Olá, Sidnei. Agradecemos a sua presença aqui no AGE. A mídia em geral já falou muito sobre a chamada "Geração Y". O que ainda não foi dito? 

SIDNEI: A mída ainda irá focalizar o jovem que tem hoje entre 18 e 25 anos por muito tempo, mas o nome da geração será diferente (será a vez da Geração Z). Pouca coisa tem se falado do que acontece agora com a geração Y, que de fato, já está ficando mais velha. Os primeiros jovens dessa geração já estão alcançando uma idade onde os desafios se transformam. E agora não há mais a quem recorrer. O jovem começa a se perceber como solitário em suas decisões.

Chegou o momento de se discutir o que deve acontecer com a geração Y. Como ela irá se apresentar para os desafios da sociedade.
 Nos últimos anos aprendemos a considerar esta geração como a de maior POTENCIAL da historia, principalmente por conta da grande exposição as informações e tecnologias. Agora precisamos ver este potencial se transformar em valor. Este é o grande desafio da Geração Y.

A:Você acredita que os jovens se preocupam com "rótulos" ou estão apenas vivenciando a experiência de crescer do seu próprio jeito? A Geração Y sabe que é "Y"?

S: Os "rótulos" tem uma função didática que atende muito bem quando precisamos explicar os conceitos sociais, contudo, pesquisas mostram que os jovens desconhecem os significados do termo "Geração Y" e, quando conhecem o termo, normalmente rejeitam ou distorcem os significados. Atitudes rebeldes bem conhecidas e típicas de qualquer jovem em qualquer geração. 

A: Toda geração comete erros e acertos que só são percebidos após a sua passagem. Esta analise, normalmente é feita pela geração seguinte. Qual é o "ponto cego" da Geração Y neste momento? O que eles não conseguem enxergar?

S: A Geração Y nasceu em um mundo muito mais complexo e repleto de tecnologias, todas criadas para facilitar o dia-a-dia das pessoas. Isto criou um cenário muito mais protegido e mais prático para o desenvolvimento dessa geração.

Além disto, os investimentos realizados na educação desses jovens geram uma pressão por resultados satisfatórios sempre. Como resultado, vemos hoje jovens com baixa tolerância a frustrações e falhas e que por isso, desenvolvem uma ansiedade crônica imensa.

O caminho para isso é um só: os jovens precisam aprender a falhar, precisam de cicatrizes. Precisam aprender que o desenvolvimento verdadeiro e real vem das conquistas e também das derrotas.


A: O senhor é um estudioso desta geração, mas também é pai. Como funciona a relação e os conflitos entre as gerações em um ambiente familiar? Alguma dica para os pais?

S: Este é o verdadeiro DNA de toda minha motivação para estudar o tema. Muitos dos meus estudos começaram a partir das dificuldades que encontrei em minha própria realidade.

A melhor dica que posso dar para quem tem filhos nesta geração tem muito a ver com a questão das cicatrizes. Nós como pais, temos imensas dificuldades de deixar nosso "amado" filho sofrer qualquer derrota, por isso insistimos em proporcionar facilidades para eles. Temos que aprender a envelhecer, mesmo que para isso, precisemos criar um novo modelo de velhice - aquela que seja composta de novos comportamentos, muitos deles de "JOVENS ETERNOS"
 
A: Para terminar, como o senhor imagina o ser humano adulto da Geração Y em termos de sociedade e comportamento? O futuro anuncia adultos mais bem resolvidos profissional e emocionalmente? 
S: A humanidade é um fenômeno nesta questão. Quando os jovens da geração Baby-boomers revolucionaram o mundo nas décadas de 1960/70 - muitos sociólogos profetizaram "o apocalipse"da sociedade, pois não conseguiram enxergar aqueles jovens hippies e rebeldes constituindo família, trabalhando e agindo de forma "adulta".

Creio que o mesmo acontecerá com a Geração Y - Eles irão envelhecer e amadurecer, profissional e emocionalmente, como todas as gerações que os precederam.
  
Para maiores informações sobre o autor e contato para workshop e palestras, acesse: http://www.sidneioliveira.com.br/samba/


Não perca os extras deste artigo na fan page
do AGE no Facebook! Curta agora!

Sobre o Autor:
Marcos H. de Oliveira Marcos H. de Oliveira é redator freelance de publicidade e propaganda e consumidor voraz de livros, música, cinema e arte. http://twitter.com/agentescreve

0 comentários: