Amigos.TV - Nostalgia do outro lado da telinha

quinta-feira, novembro 11, 2010 Marcos H. de Oliveira 1 Comments

Amizade é um amor que nunca morre. O sábio poeta Mário Quintana não chegou a conhecer o Joey, a Rachel, o Ross, a Phoebe, a Monica e o Chandel, mas com certeza falaria a mesma coisa.

Durante quase 10 anos, essa turma ficou reunida e nós, seus amantes, ficamos ligados durante todo esse tempo. Cada sorriso, cada gargalhada, cada história e cada sentimento que eles sentiam, nós sentíamos. 

Quem nunca torceu para o Ross e Rachel finalmente se acertarem? Quem não torceu para o Joey se tornar o grande astro de Hollywood? E quanto as maluquices de Phoebe, quem nunca torceu para que elas não tivessem fim? Ah, nós Friends Maníacos até hoje não enjoamos de nenhum episódio, de nenhuma notícia, de nenhuma foto, de nada. Afinal, são esses seis amigos que fazem a gente identificar pelo menos uma característica nossa em cada um deles e assim, podermos tirar sarro de nós mesmos, sem nenhuma maldade ou auto piedade, apenas achar graça.

O desespero, a ansiedade e a afobação da Monica é coisa de Mônica, mesmo! Confesso que em várias situações eu Moniquei como a Geller. E a cara de bobo e nerd apaixonado do Ross? Ele é tão doce que sua sensibilidade faz dele um personagem incrível. 

O humor meio descontrolado do Chandler mais o charme escancarado do Joey é igual a uma dupla da pesada. Se bem que eles poderia ser a nova versão do Gordo e o Magro, Batman e Robin, Chaves e Kiko. Um não vive sem o outro, eles se completam, suas histórias têm versões, pontos de vista diferentes, mas ao mesmo tempo similares. São jeitos e trejeitos que fazem deles uma graça, literalmente. 

E a Rachel? A estonteante e glamourosa Jennifer Aniston. Quando crescer quero estar linda e inteira como ela. Toda mulher, né? Desde o início da série ela vem dando um show e mostrando que beleza e talento são uma raridade. 

A Phoebe para mim é uma das personagens mais originais e autênticas que existem. A sua história de vida, o seu jeito de vestir, suas gírias, manias e pensamentos mostram que ninguém precisa ser igual a todo mundo para ser legal e aceito. Ela é aceita sim e por milhões de pessoas em todo o mundo. A Phoebe é o lado maluco, escancarado e desencanado dos sem graças, certinhos e um pouquinho descontrolados e é uma pena que escondam isso. Ela não, faz questão absoluta de mostrar e ser assim. Ponto pra ela! 

“Friends” é um dos melhores seriados dos últimos tempos. É digno de prêmios mundiais por tudo: melhor roteiro, atores, atrizes. É uma obra de arte completa, pois consegue transmitir de forma leve, simples e muito engraçada tudo o que essa turmona aí sente e vive. 

Quem é louco por Friends como eu, vai ter cada um dos personagens guardados na memória e na estante, porque friendsmaníaco que se preze não deixa essa paixão vagando por aí nas lembranças, tem algo concreto, algo que faça essa loucura se materializar.

Claro que hoje em dia, depois de quase 10 anos do último episódio da série, já surgiram muitos seriados do tipo. Alguns até engraçadinhos, outros meio sem sal nem açúcar e alguns dignos de boas gargalhadas, mas os nossos Friends, serão sempre friends, sempre os melhores amigos dos últimos tempos. 


Sobre o Autor:
Marcos H. de Oliveira Mônica Miranda,22 é redatora e apaixonada por literatura, histórias e palavras. Tem como sonhos garimpar o mundo inteiro e escrever um livro. http://twitter.com/MonicaCSM

1 comentários:

Saudade da época que tinha tempo para ver Friends...

Nostalgia forte, aqui.
Muito bom o texto!