O GUIA DAS BANDAS MORTAS - DESCUBRA O SOM QUE VEM DO ALÉM-MÚSICA.

segunda-feira, março 26, 2012 Marcos H. de Oliveira 0 Comments


Conhecer música como uma experiência que vai além do gosto pessoal é um desafio. Existem tantos gêneros e subgêneros disponíveis que acabamos por escolher aqueles dois ou três que ficam entre o que faz sucesso e a nossa formação musical "herdada" (pelos pais, pelos amigos, etc). E muita coisa boa fica de fora.

Ao mesmo tempo, bandas novas pipocam a cada instante, seja na internet ou no mercado musical formal. Sem as redes sociais, seria muito difícil escutar uma banda de heavy-metal finlandesa ou a nova banda de pagode japonês. Mesmo assim, muitos artistas não passam do primeiro cd. Qual o motivo? Simplesmente porque não atendem ao formato comercial do momento e, por causa disso, não tem distribuição internacional e nem mesmo um videozinho oficial no YouTube. Isso sem falar nas drogas, brigas, morte e perda do interesse da gravadora após o primeiro single.

O G.B.M. (Guia das Bandas Mortas) tem como objetivo trazer uma nova experiência sonora para aqueles ouvidos cansados do mesmo formatinho musical de sempre. Sons estranhos, em outras línguas, bandas esquecidas ou desconhecidas, experimentais e diferentes. Você vai perceber que muitas estavam além de sua época e tinham muito potencial para o sucesso que não aconteceu.

Por questão de espaço, teremos apenas o vídeo com links para biografias, cds, etc. E como gosto não se discute, o melhor é ouvir. Portanto, som na caixa!

The La’s — The La’s (1990)


Lauryn Hill — The Miseducation of Lauryn Hill (1998)


Death From Above 1979 — You’re A Woman, I’m A Machine (2004)


Yaël Naïm - Toxic (2004)





Miocene - Refining The Theory (2000)


Sunna - One Minute Science (2000)


Visual Audio Sensory Theater (V.A.S.T.) - Music for People (2000)


One Minute Silence - Buy Now... Saved Later (2000)


Contribua também com a sua sugestão de "banda morta" aqui no AGE!

Curta a fan page do A GENTE ESCREVE no Facebook!

Sobre o Autor:
Marcos H. de Oliveira Marcos H. de Oliveira é redator freelance de publicidade e propaganda e consumidor voraz de livros, música, cinema e arte. http://twitter.com/agentescreve

0 comentários: