LOVE WILL TEAR US APART - A DEPRESSÃO QUE LIBERTA NO SOM DO JOY DIVISION.

sexta-feira, setembro 02, 2011 Marcos H. de Oliveira 0 Comments


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge 100 milhões de pessoas no mundo. Estou devendo para vocês, aqui no AGE, um artigo sobre artistas que transformam a própria angustia da existência em alguma forma de arte. Ian Curtis (1956-1980) é um deles. Com o Joy Division (1976-1980), ele revolucionou o cenário musical pós-punk e a forma como podemos expressar nossas tristezas internas:  Poética e musicalmente.

Para você ter uma ideia, Ian Curtis foi uma das grandes influências de Renato Russo, tanto no estilo das letras, quanto naquela dança alucinada que mais lembrava um ataque epilético no palco (Curtis realmente era portador da doença). Da formação do Joy Division, outra banda famosa foi criada, o New Order que fez a geração brazuca dos anos 80 dançar muito. Bom, isso é uma outra história.

Ian Curtis é uma prova de como a Arte pode salvar vidas e destinos. Sua história conturbada (veja link) não impediu que canalizasse  seus sentimentos na música, pelo contrário: este foi o meio (mídia) que ajudou Curtis e tantos outros a se libertarem produtivamente da depressão por algum tempo, mesmo sendo depressivos. Algo como "o veneno que não me mata, me deixa mais forte", entendeu? Curtis falou sobre isso:

Escrevo sobre as diferentes formas que diferentes pessoas lidam com certos problemas, e como essas pessoas podem se adaptar e conviver com eles.
 
Hoje temos o Movimento Emo, um pastiche dos estilos Gótico e Dark que, sinto muito, não possui nenhuma ideologia além de um "mimimi" de Rebelde Sem Causa e, pior, não produz nenhum conteúdo verdadeiramente cultural. É a depressão na pior das suas formas: aquela que paralisa e não produz nada. Uma pena.

Não considero o suicídio de Ian Curtis (enforcado aos 23 anos em 18 de maio de 1980) uma derrota. Vejo como um ato de resistência. Ele tentou. O suficiente para deixar uma obra poética, breve e fascinante.  Sem Ian Curtis, você provavelmente não iria curtir bandas que beberam diretamente da fonte do Joy Division como The Killers, U2, Intepol, Green Day, My Chemical Romance, She Wants Revenge, todas as bandas góticas e muitas outras.

O nome Joy Division veio do livro "Casa das Bonecas", de Karol Cetinsky. Nesse livro, Joy Division (Divisão da Alegria) é o nome dado para a área onde as mulheres judias eram mantidas prisioneiras e "oferecidas" sexualmente aos oficiais nazistas (Wikipédia). Muitas resistiram ao sofrimento para casar, ter filhos e seguir uma nova vida no mundo pós-guerra. Uma lição de sobrevivência que a poesia de Ian Curtis também ensina. Até a próxima.


A "dança" epilética: Renato Russo copiou.

Cover de 2004 da banda Nouvelle Vague: perda do sentido original.

New Order: estilo eletrônico e dançante anos 80 para afastar qualquer deprê.

She Wants Revenge: "homenagem" descarada para Geração Emo.


Love Will Tear Us Apart (O Amor Vai Nos Separar)
When routine bites hard
Quando a rotina corrói duramente
And ambitions are low
E as ambições são pequenas
And resentment rides high
E o ressentimento voa alto 
But emotions won't grow
Mas as emoções não crescerão
And we're changing our ways
E vamos mudando nossos caminhos 
Taking different roads
Pegando estradas diferentes

REFRÃO
Then love, love will tear us apart, again
Então, o amor, o amor vai nos separar, novamente
Love, love will tear us apart, again
O amor, o amor vai nos separar, novamente

Why is the bedroom so cold?
Por que o quarto está tão frio?
You've turned away on your side
Você se virou para seu lado
Is my timing that flawed?
Será que só chego na hora errada?
Our respect runs so dry
Nosso respeito se acaba rapidamente
Yet there's still this appeal
Mas ainda há esta atração
That we've kept through our lives
Que mantivemos ao longo de nossas vidas

REFRÃO
But love, love will tear us apart, again
Mas o amor, o amor vai nos separar, novamente
Love, love will tear us apart, again
O amor, o amor vai nos separar, novamente
You cry out in your sleep
Você chora em seu sono
All my failings exposed
Todos os meus fracassos expostos
And there's taste in my mouth
E há um gosto em minha boca
As desperation takes hold
Enquanto o desespero toma conta
Just that something so good
Simplesmente algo tão bom
Just can't function no more
Simplesmente não pode funcionar mais

REFRÃO
But love, love wil tear us apart, again
Mas o amor, o amor vai nos separar, novamente
Love, love will tear us apart, again (3X)
O amor, o amor vai nos separar, novamente

Fontes
Post-punk: Joy Division (em inglês) 



Não perca os extras deste artigo na fan page
do AGE no Facebook! Curta agora!




0 comentários: