SE ENLOUQUECER, NÃO SE APAIXONE - A PRIMEIRA COMÉDIA FEITA PARA GERAÇÃO Y É FASCINANTE.

sexta-feira, setembro 09, 2011 Marcos H. de Oliveira 0 Comments


O péssimo hábito de nomear os filmes com títulos que lembram sucessos anteriores, ainda resiste na incompetência das distribuidoras. É por isso que esta ótima comédia dramática (que tem a presença do talentoso e 'bola da vez', Zach Galifianakis de Se Beber, Não case), ganhou um título pra lá de ridículo. Fazer o que...

O resumo de Se enlouquecer, não se apaixone (It's Kind of a Funny Story, 2010) é assim: Craig Gilner (o bom Keir Gilchrist, mais conhecido pelo seriado United States of Tara e a promessa de ser o novo Keanu Reeves) é um adolescente talentoso, apaixonado pela namorada de seu melhor amigo e atormentado pelas decisões do futuro. Achando que está com tendências suicidas, resolve se internar na ala psquiátrica de um hospital (assim como se fosse um hotel) para passar uma noite e refrescar a cabeça. Errou feio. Craig deve passar pelo menos cinco dias antes de ser liberado. E como a ala para adolescentes está em reforma, deve ficar com adultos com um parafuso meio solto. Epa!

Tem se pedido muito da "nova geração" que virou 'Y' nos últimos tempos. Maturidade emocional não é exatamente passar em uma faculdade ou conseguir aquele emprego super-cool. Estes são valores sociais. Como você vai ver no filme, toda geração tem que encarar seus próprios conflitos internos de crescimento, suas emoções em contraste com o que a sociedade pede (ou exige). Para alguns, o caminho é o do sucesso. Para outros, o suicídio. Olha lá o Japão que não me deixa mentir.

O fato do filme ser dirigido por um homem e uma mulher (Anna Boden e Ryan Fleck, também de Tara) ajuda muito nesta questão da mortalidade do adolescente. Ao escolher olhar o difícil tema do suicídio do ponto de vista de um garoto de 16 anos, podemos aprender que, como supostos adultos, nem sempre temos a resposta para tudo (nem para nossas próprias questões, aliás). Ainda mais quando esse 'tudo' corresponde a vida de um filho, sobrinho ou neto e seus dilemas. Não é fácil mesmo.

Zach Galifianakis (e os demais 'doidos' internados) é o nosso 'espelho adulto' no filme para que evitemos maiores julgamentos. Eles estão lá para avisar: "Não me julgue. Um dia, isso pode acontecer com você também." E a presença da queridinha das garotas, Emma Roberts é a cereja do bolo para dar um tom romântico nessa loucura toda.

Como é uma comédia dramática, não espere grandes risadas. Por outro lado, cenas maravilhosas (como a mente de Graig 'desenhando' seu mundo particular e uma versão divertida de 'Under Pressure' do Queen) aguardam por você que deseja algo mais inteligente e sensível do que American Pie.

Quer saber? No final você vai concordar comigo: até que é uma historia engraçada mesmo. Até a próxima.

Galera, ainda não saiu o trailer legendado no YouTube, sorry.


Não perca os extras deste artigo na fan page do AGE no Facebook! Curta agora!

0 comentários: