Escrito para o Cinema - A outra história americana - Edward Norton na encruzilhada por Marcos H.

quarta-feira, maio 04, 2011 Marcos H. de Oliveira 0 Comments

Houve um tempo em que alguns temas de filmes pareciam distantes da realidade do público. Temas como terrorismo, assassinos-seriais, espionagem ou desastres naturais, serviam apenas como um susto de montanha-russa, um entretenimento. Bom, a ilusão acabou.

Em A Outra História Americana (American History X, 1998, dirigido por Tony Kaye), você é jogado na sarjeta da violência gratuita e do preconceito estúpido do movimento Nazista. O escritor David McKenna (que ganhou o prêmio Satellite Awards de melhor roteiro por este filme) transfere o Holocausto para uma típica família pobre americana que acabou de sofrer a perda do pai bombeiro, assassinado a tiros, ao tentar apagar um incêndio em um bairro negro.

A palavra Holocausto vem do grego e quer dizer "todo queimado", consumido até virar cinzas. Esta é a sensação que se tem ao ver os personagens em total conflito, na busca pela redenção que não chega.

Edward Norton (Hulk, Clube da Luta) é o filho mais velho que...prefiro não contar. Norton é o único ator mais próximo da qualidade de interpretação de Robert de Niro, então você precisa vê-lo atuar. Foi indicado em 1999, mas perdeu o Oscar para Roberto Benigni (A Vida é Bela). Injustiça total.

A Outra História Americana não é um filme de mocinhos e bandidos, não é preto-no-branco assim. É um retrato extremamente fiel e atual sobre o comportamento social de qualquer cidade, país ou povo. E o mais importante: de que forma nossas escolhas influenciam o futuro de quem está mais próximo de nós como filhos, irmãos e amigos. A lição é dura e a mensagem mais ainda. Prepare-se

Basta dizer que, assim como tantos que já sofreram por preconceito e ódio racial, também existem os sobreviventes. Consumidos, eles renascem como o mito da Fênix, purificados e fortes. Neste tempo em que vivemos (e vivenciamos) hoje, é sempre bom lembrar disso. Assista. 


Fonte:


Sobre o Autor:
Marcos H. de Oliveira Marcos H. de Oliveira é redator freelance de publicidade e propaganda e consumidor voraz de livros, música, cinema e arte. http://twitter.com/agentescreve

0 comentários: