Coração de Estudante - TPM por Gabriel Lima

quarta-feira, janeiro 26, 2011 Marcos H. de Oliveira 3 Comments

Não ocorre todo os meses, apenas uma ou talvez algumas vezes na vida, mas é perfeitamente normal. Nos deixa apreensivos, indecisos, inseguros, mas é inevitável.

Escolher o que cursar na faculdade com certeza é um passo enorme na vida de qualquer adolescente, e pode mexer diretamente com  seus sentimentos. Se auto-avaliar, pesquisas sobre o que se faz em cada profissão e sentir qual é a escolha certa. Traduzindo: tensão, cabeça quente e muitas dúvidas, afinal é seu futuro profissional que está em jogo.

A tão adiada escolha da área profissional em que atuar pode ser mais simples do que se pensa por aí. E digo isso por já ter passado pela situação, me preocupar, e depois perceber que só precisava de um pouco de calma.

Eu particularmente usei um método diferente (penso eu) para escolher o curso qual seguiria a estudar. Ao invés de escolher o que eu queira, eliminei os que não queira. E diante de uma lista com diversos cursos, risquei literalmente aqueles os quais nunca cursaria, seja por falta de interesse ou por falta de habilidade mesmo.

Com o avançar da “brincadeira” as escolhas foram ficando mais difíceis, mas pelo menos já sabia o que não queria, e todos os cursos que sobraram me mostraram a área em que seguiria a trabalhar no futuro. Humanas. Comunicação.

Pode ser que você fique em dúvida entre cursos totalmente distintos, mas pelo menos estará com um número menor deles para pesquisar mais detalhes e tomar sua decisão.

Não sou contra testes vocacionais, e sei que eles podem direcionar muito bem uma pessoa indecisa quanto ao seu futuro profissional, mas também acho que não se deve se apegar totalmente ao seu resultado, assim como não se deve deixar-se influenciar por amigos ou familiares.

Tudo o que se tem que fazer é colocar suas habilidades, seus interesses e suas expectativas em cima da mesa, organizar tudo e ver no que dá.

E um recado para quem quer dar aquela “descansada” entre o ensino médio e a faculdade: cuidado! Poucos não se arrependem desse tempo parado e muitos têm dificuldades para iniciar os estudos mais tarde seja por dificuldade financeira ou falta de tempo.

Apesar de não haver desculpa, pois somos nós (nossas escolhas/prioridades) que “fazem” o nosso tempo; e quanto a grana, gosto sempre de dizer que “não é ter dinheiro pra fazer faculdade, é fazer faculdade para ter dinheiro”. 

Sendo assim, escolha com cuidado e carinho o seu curso e faça um esforço, dê uma apertada no orçamento e invista em você mesmo. Boa sorte!

Sobre o Autor:
Gabriel Lima Gabriel Lima, 22, são paulino de coração, publicitário por vocação, blogueiro por opção e editor por diversão. Estudante de Propaganda e Marketing, ama a publicidade e adora português. É fascinado pela criatividade humana. Nunca perde uma piada, e sempre esquece a letra da música. http://twitter.com/GBiscoito

3 comentários:

Thiago disse...

Gostei Gabriel, deu uma boa clareada para aqueles que estão começando a vida e não sabe por onde começar, ou como começar.

Abraço!

Marcos Ravena disse...

Esse é meu dupla.
Gostei, abraço, mano!

Gabriel Lima disse...

Opa! Espero ter ajudado. Valeu.